UM JEITO NOVO DE CAMINHAR

Renatão do Quilombo é liderança da comunidade do Quilombo do Grotão. É um conhecido defensor das comunidades tradicionais, do meio ambiente e da cultura popular. Incentivado por seus amigos e companheiros de luta, vem novamente disputar uma cadeira na Câmara Municipal a ampliar sua luta em defesa dos trabalhadores e dar voz às comunidades da cidade. Renatão é de luta, é PSOL, é OUTRA HISTÓRIA!

POR UM MANDATO POPULAR E DE LUTA NA CÂMARA DE NITERÓI!



Como liderança popular, Renatão do Quilombo esteve à frente de várias lutas da cidade. Travou durante toda sua vida uma batalha em defesa do meio ambiente e das comunidades tradicionais. A luta pela cultura popular, pela inclusão das comunidades mais carentes nos roteiros culturais da cidade e o resgate de costumes e tradições locais, também são uma marca de sua militância. O direito à cidade, com a denúncia constante da falta de saneamento, o enfrentamento às empresas de transporte e a defesa da saúde e da educação públicas e de qualidade também marcam sua trajetória, bem como o combate ao racismo e a todo tipo de preconceito! Vamos juntos por um mandato popular e de luta na Câmara Municipal!

VAMOS JUNTOS!

Uma outra história para Niterói

Com Flávio Serafini e Regina Bienestein na Prefeitura, e com Renatão do Quilombo ampliando a bancada do PSOL na Câmara Municipal, será possível iniciar a construção de uma nova história para Niterói. Uma história onde trabalhadores e estudantes, terão protagonismo e serão fundamentais para a definição dos novos rumos da cidade.

Niterói possui um orçamento anual que hoje ultrapassa R$ 2,2 bilhões, mas os governos que administraram a cidade sempre priorizaram cabides de empregos e a realização de obras eleitoreiras, com contratos superfaturados e desvios de recursos. É hora de dar um basta nisso! Nós, povo trabalhador organizado, temos que ter controle e avançar com as políticas públicas que precisamos!

Precisamos de uma Niterói radicalmente democrática, com transparência e com controle da população sobre a administração pública. As comunidades precisam ter voz ativa na destinação orçamentária e os direitos humanos e sociais precisam ser realmente garantidos.

Vamos dar um basta no modelo de cidade mercadoria implementado por sucessivos governos de direita. Com a vitória do PSOL vamos iniciar uma caminhada rumo a uma cidade radicalmente democrática, justa, fraterna, igualitária e livre de preconceitos! Vamos juntos construir uma outra história!